Amo Casamentos

As cinco linguagens do amor: qual é a sua?

‘As 5 linguagens do amor‘ é um livro de autoria do autor Gary Chapman, que trata sobre os tipos de linguagens existentes em um relacionamento, seja lá qual for ele.

Falar sobre esse tema é muito importante, pois a comunicação é a chave de todo relacionamento. Quando conseguimos transmitir verdadeiramente aquilo que sentimos ou pensamos, passamos a ter uma maior facilidade para resolvermos problemas e para contornarmos situações complicadas que todo casal vive.

Entender as cinco linguagens do amor faz toda a diferença em um relacionamento. Afinal, são duas pessoas completamente diferentes que por amor decidem viver juntas. Então, de uma forma resumida, iremos explicar um pouco sobre as cinco linguagens do amor e o que elas representam.

Mas atenção: para um estudo mais aprofundado é imprescindível a leitura do livro ‘As 5 linguagens do amor’, que pode ser encontrado em todas as livrarias.

Agora, sem mais delongas, vamos conferir!

As cinco linguagens do amor

Palavras de afirmação

A pessoa que possui essa linguagem precisa ouvir palavras boas e elogios ao seu respeito para se sentir amada.

Essas pessoas precisam ouvir um: como você está bonita, como você cozinha bem, você é muito inteligente… para se autoafirmarem através da palavra do outro.

Pessoas dessa linguagem gostam de saber que o seu parceiro a elogia. Mas não é com qualquer comentário. Precisa ser um elogio direcionado ao que elas valorizam.

Qualidade de tempo

São aquelas pessoas que dão valor à presença física.

Para essas pessoas, a atenção é muito importante. Se o parceiro estiver ao lado mexendo no celular, trabalhando ou fazendo qualquer tipo de coisa, ela se sentirá só e deixada de lado.

Tempo de qualidade quer dizer que aquele tempo precisa ser dedicado à pessoa dessa linguagem, como assistir a um filme ou passar um tempo juntinhos, por exemplo.

Precisa ser um tempo dedicado aos dois. Sendo assim, quem tem essa linguagem tem a necessidade de estar fazendo algo juntos, e não apenas estar ali ‘do lado’.

Receber presentes

A pessoa que possui essa linguagem gosta de receber presentes para saber o quanto é amada.

Muitas pessoas acham que nessa linguagem precisarão gastar rios de dinheiro, mas não! O presente para quem tem esse tipo de linguagem pode ser uma cartinha, pode ser uma flor, pode ser um chaveirinho… Não precisa ser muito. Só precisa ser detalhes que demostrem que você lembrou da pessoa através do objeto. É assim que as pessoas dessa linguagem se sentem queridas.

Formas de servir

Essa linguagem diz respeito ao ato de servir. Sendo assim, as pessoas de atos de serviços gostam de receber jantares, de verem a louça lavada, a casa arrumada, etc.

Ou seja, tudo que você realiza que está relacionado a algum tipo de serviço faz com que a pessoa dessa linguagem se sinta a mais amada possível.

Toque físico

Muitas pessoas possuem a necessidade de serem tocadas, receberem carinho, um abraço, um beijo, principalmente quando isso é feito na presença dos outros. Quem tem essa linguagem gosta de receber esse tipo de afeto não só em casa, mas também em locais públicos.  Essas são as formas dessa pessoa se sentir amada.

O grande objetivo desse artigo e do livro que o inspirou é que consigamos identificar qual é a nossa linguagem e qual é a linguagem do nosso companheiro, pois, muitas vezes, tentamos dar para o outro aquilo que gostamos de receber, mas isso nem sempre funciona.

Cada pessoa possui um tipo de linguagem e, se você não consegue atender a linguagem do seu companheiro, ele não irá se sentir amado, e isso pode causar grandes problemas no seu relacionamento.

Sendo assim, quando falamos em aprender a identificar a sua linguagem e a do seu companheiro, é justamente para que vocês aprendam a falar a mesma língua e saibam transmitir o amor que vocês sentem um pelo outro da forma mais verdadeira e recíproca.

Artigos relacionados: